quarta-feira, julho 06, 2011

 

Destaque

Barroso da Fonte agraciado com a medalha de ouro
Depois de ter recebido, há pouco mais de uma década, a medalha de mérito cultural em prata, o escritor e jornalista João Barroso da Fonte - uma das mais proeminentes e combativas figuras da cultura barrosã e trasmontana em geral, com inúmeros títulos publicados sobretudo na área da poesia e dos estudos históricos e etnográficos - foi de novo homenageado pela Câmara Municipal de Montalegre, seu concelho natal, no dia do feriado municipal, 9 de Junho, desta vez com a medalha de mérito, grau ouro. Desta forma, entendeu o executivo voltar a lembrar o trajeto cultural deste conhecido filho da terra.
Da sessão de homenagem constou a presença do Governador Civil de Vila Real, Alexandre Chaves, e a apresentação por Bento da Cruz do livro Última estação do Império (de António Chaves), uma intervenção do Presidente da Câmara e o discurso de exaltação de Altino Moreira Cardoso sobre a figura de Barroso da Fonte. Um almoço-convívio e uma visita ao Ecomuseu, onde se encontra exposto o património literário e honorífico do homenageado, completaram o programa. Durante a sessão, todos os presentes ficaram surpreendidos quando Barroso da Fonte anunciou que, com a concordância da família, legará o seu espólio à Câmara Municipal, avaliado em meio milhão de euros e composto por mais de 18 mil volumes de livros, mais de 100 obras originais de artistas nacionais e transmontanos, como Nadir Afonso e Graça Morais, 200 cartas inéditas, serigrafias, numismática e cartões de grandes figuras mundiais.
Durante os discursos de louvor, todos os intervenientes destacaram a excelsa figura do homenageado, que é maior do que os limites do concelho e da região, e exaltaram a sua produção cultural e espírito justo, solidário e combativo. O escritor duriense Altino Cardoso lançou o desafio: “É preciso ler este homem!”. O homenageado retorquiu que para uma pessoa que nasce para ser pobre e desconhecido, qualquer coisa o alegra. No entanto, a homenagem que lhe foi feita superou as suas expectativas.

BARROSO DA FONTE: Autor de meia centena de livros, em prosa e verso, Barroso da Fonte vive em Guimarães, onde exerceu cargos de responsabilidade, entre os quais diretor da delegação do Porto da comunicação social, vereador a tempo inteiro do pelouro da Cultura do município de Guimarães, diretor do semanário “O Comércio de Guimarães”, o mais antigo jornal do distrito de Braga; esteve entre os fundadores da Rádio Santiago; diretor da revista Gil Vicente, do jornal “Voz de Guimarães” e é, atualmente, diretor do Poetas & Trovadores com mais de 30 anos de vida. Iniciou-se no jornalismo em 24 de Janeiro de 1953, atividade que pratica ininterruptamente.

Comments: Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?


Locations of visitors to this page Ponte Misarela