terça-feira, agosto 05, 2008

 

Destaque 2


Boi Mais Caro do País Derrotado
Realizou-se no passado dia 27, no campo de Chegas da Senhora da Saúde, em Vilar de Perdizes, a primeira das designadas "Chegas de Campeões" deste Verão. Numa excelente tarde de sol e algum calor foram perto de um milhar os fanáticos do "desporto-rei" do Barroso que acolheram ao referido santuário, e não era para menos, ou não fosse "liar", o boi mais caro de sempre, o Cordeiro do Chico de Mourilhe, comprado no final do Verão passado por 20 mil euros (4 mil contos na moeda antiga).
No entanto, antes do "prato principal" ainda foram servidas duas chegas, uma das quais bem interessante e que opôs o boi de Montalegre propriedade dos CTT ao boi do Abel de Salto, dois bonitos e fortes animais cruzados de Limousine. Logo no primeiro instante em que os animais "deram a cabeça", o boi de Salto fugiu alguns metros, mas perante a insistência do público, e do próprio dono, regressou à luta que acabou por ganhar ao fim de quase vinte minutos. Apesar disso o boi dos CTT merecia melhor sorte pois dominou quase sempre, acabando por esgotar as suas forças perante o boi de Salto mais pesado e experiente, que apesar de dominado soube esperar o momento certo para dar o golpe fatal no adversário.
Seguiu-se a chega mais aguardada e que opôs o referido Cordeiro do Chico (vermelho na foto) ao boi Zorro do Calvô (preto na mesma foto), responsável pela organização. Quase todos apostavam no boi dos "4 mil contos", por ser mais pesado e por ser um grande "liador", mas inesperadamente a vitória acabaria por sorrir ao Zorro, e em apenas meia dúzia de minutos. O Cordeiro teve uma entrada de gigante e o Zorro defendeu-se como pôde, sem poder usar a sua famosa "galha". Por duas vezes o boi do Chico ameaçou tombar o boi do Calvô que mostrou uma coragem incrível e soube reagir à entrada de rompante do primeiro, sem se deixar derrubar ou encostar ao muro. A determinada altura os papeis inverteram-se e foi o Cordeiro que ficou mais perto do muro de pedra (foto), acabando mesmo, e algo estranhamente, por se deixar encostar (apesar de ser mais pesado e forte). Encostado "às cordas" e bem preso pelos cornos do Zorro, o boi mais caro da história vacilou, e com o seu próprio peso acabou por se ferir no corno esquerdo na tentativa de se libertar. Foi bem audível entre os presentes o estalar da "galha". Quando os animais voltaram a encostar as cabeças, o Cordeiro não terá aguentado as dores e fugiu, entregando a vitória e o fogo ao Zorro e ao Calvô, que ficou visivelmente emocionado. Com o fim de um mito, nasce outro e aí está o Zorro, campeão e à espera de novos desafios.

Comments:
Na minha modesta opinião, andar a usar Limousines e companhia, não tem nada a haver com a tradição das chegas, em que normalmente são usados bois tradicionais, sejam Mirandeses ou o que for.
Além de que as nossas raças precisam de ser protegidas. Se ainda há Mirandeses grandes e com boas galhas deve-se a todos estes anos de lutas, em que só os mais parecidos com os auroques têm ganho mais vezes.Espero que não leve a mal o que digo. É só a opinião de uma humilde pessoa.

Abraço
 
Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?


Locations of visitors to this page Ponte Misarela