sexta-feira, maio 23, 2008

 

Destaque 2

Matadouro Regional do Barroso e Alto Tâmega SA alvo de Penhora

O imóvel onde exerce actividade o Matadouro Regional do Barroso e Alto Tâmega SA, foi penhorado pela Direcção – Geral dos Impostos, e está à venda no sitio da Internet de venda electrónica, com o preço base de 245.497,00 euros.
O terreno tem a área de 22990m2, e o edifício tem a área bruta de construção de 3373,17 m2 .
O Matadouro custou, em 1995, perto de 5 milhões de euros!!!
Tratando-se de uma sociedade anónima, não seria motivo do nosso reparo, não fosse o facto de aqui haver capitais públicos. Como se sabe, a Câmara Municipal de Montalegre e o Ministério da Agricultura e Finanças através da PEC, SGPS, são dois dos principais accionistas da empresa.
Já não são de agora as noticias sobre a fraca saúde financeira do Matadouro. Lembramos, por exemplo, que há poucos anos, se verificou a perda de metade do capital social, e que para evitar a dissolução da sociedade o capital foi reduzido, aumentando a seguir com injecção de dinheiro pelos accionistas.
A PEC, SGPS, pôs à venda as suas acções. Claramente, a empresa do Estado, quer "livrar-se" deste sorvedouro de dinheiro. A Câmara Municipal de Montalegre propôs-se comprar as acções da PEC.
Sempre disseram os entendidos, que o Matadouro estava sobredimensionado. Uma obra megalómana. Aliando este facto à evidente má gestão, ao ponto de os principais potencias clientes irem abater a outros matadouros, nomeadamente ao matadouro de Penafiel, não se pode esperar que o Matadouro do Barroso deixe de ser um "saco sem fundo".
Esta forma de governo que o Sr. Eng.º Justo tem feito nas Instituições sob a sua alçada, lembra, com vários ponto em comum, a gestão do Sr. Dr.º Fernando Rodrigues na Câmara Municipal. São exemplo disso a construção da Pista de Automóvel e o Pavilhão Multiuso ou Parque de Exposições.
É caso para dizer que um é mentor do outro. E só partindo desta premissa podemos entender por que razão a Câmara de Montalegre continua a apoiar financeiramente o Matadouro, quando, até a PEC, empresa que se dedica a gerir as participações do Estado no sector de abate e comercialização de carne, quer vender as sua acções.
Esta ligação umbilical tem transparecido em diversas sessões da Assembleia Municipal e em reuniões de Câmara, sempre que a oposição critica decisões relacionadas com a Cooperativa ou Matadouro, o assunto é de grande melindre para o Sr. Presidente da Câmara.

Comments: Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?


Locations of visitors to this page Ponte Misarela