segunda-feira, março 03, 2008

 

Destaque


Presidente da República Visitou a vila de Boticas
No passado Sábado, dia 23 de Fevereiro, o presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, visitou o concelho de Boticas, num dia de festa para as suas gentes e marcado pela inauguração de importantes estruturas para o desenvolvimento social do Município.
Cavaco Silva foi recebido em festa por milhares de pessoas na Praça do Município, inaugurando de seguida o novo edifício dos Paços do Concelho, uma obra que surgiu da necessidade de aumentar e melhorar a capacidade de resposta às crescentes competências que o Município tem vindo a assumir, respondendo às solicitações dos seus munícipes.
Logo depois realizou-se a Sessão Solene no Salão Nobre do novo edifício dos Paços do Concelho, altura aproveitada pelo Presidente da Câmara de Boticas, Fernando Campos, para lembrar a discriminação que o interior do país tem sido alvo, motivada por "políticas que fazem aumentar as desigualdades entre o interior e o litoral", dando como exemplo o crescente encerramento de um vasto número de serviços na região e a nova política das finanças locais que, no entender do autarca botiquense, vai penalizar em grande medida as autarquias do interior. Fernando Campos sublinhou ainda que se o país "não tiver a lucidez de rapidamente inverter as suas políticas de desenvolvimento vai pagar uma factura muito cara e muito mais cedo do que se possa imaginar".
Por seu turno, durante a sua intervenção, o Presidente da República, aproveitou para deixar uma mensagem de "esperança" e para demonstrar o seu apoio à descentralização de competências. "Apoio esta descentralização, que o governo anunciou nos últimos dias, de competências em matéria de educação para as câmaras municipais e penso que, no futuro, temos mesmo de ir mais longe", afirmou, acrescentando ainda que "há toda a vantagem em atribuir competências acrescidas ao poder local por uma questão de proximidade deste com as populações. Eu acredito muito na eficiência da resposta que o poder local pode dar se lhes forem dados meios financeiros acrescidos", sustentou.
Cavaco Silva deixou ainda uma palavra de "solidariedade" para todos os botiquenses, manifestando, ao mesmo tempo, o seu "apreço pela organização dos cidadãos e o dinamismo das Câmaras municipais para enfrentarem as dificuldades e adversidades. Estou convencido de que é necessário mobilizar as vontades locais e aproveitar toda a dinâmica do poder local para conseguir dar resposta ao desenvolvimento social que é requerido pelas populações, para conseguir combater o abandono e o insucesso escolar e fortalecer a iniciativa empresarial dos concelhos e criar empregos para fixação das populações", rematou.
A Sessão Solene realizada no Salão Nobre do novo edifício dos Paços do Concelho foi ainda o momento aproveitado para o Presidente da Câmara oferecer a "Chave de Ouro do Município de Boticas" ao Presidente da República.
Ainda dentro do referido edifício, e logo após uma breve visita às instalações, Cavaco Silva presidiu à assinatura de um protocolo entre a Câmara de Boticas e a Fundação Nadir Afonso, tendo em vista a construção de um Centro de Artes em Boticas, cujo projecto está a ser elaborado por um gabinete de arquitectura de Nova Iorque, Estado Unidos da América, tendo um custo previsto de 2,5 milhões de euros. Este espaço, onde passará a funcionar uma escola de pintura, contando ao mesmo tempo, com 80 obras do pintor flaviense em exposição permanente, pretende deixar ligado o nome do Mestre Nadir Afonso ao concelho de Boticas, com o qual mantém algumas afinidades, já que daqui era natural a sua mãe, mais propriamente da aldeia de Sapelos, freguesia de Sapiãos.
Finda a cerimónia, o Presidente da República seguiu a pé até ao Agrupamento de Escolas Gomes Monteiro, onde inaugurou o Centro escolar, um espaço construído para albergar todos os alunos do 1º, 2º e 3º ciclos, contando com aproximadamente 600 alunos concentrados no mesmo espaço.
Pouco depois, Cavaco Silva participou num almoço convívio promovido pela autarquia no Pavilhão Multiusos e aberto a toda a população, que contou com a presença de mais de 2500 pessoas.
Terminado o almoço, o Presidente da República, teve ainda oportunidade de assistir a uma chega de bois barrosos, actividade profundamente enraizada na cultura popular das gentes barrosãs, e de inaugurar o Repositório Histórico do Vinho dos Mortos, um espaço construído para preservar a história de um dos ex-libris de Boticas, o Vinhos dos Mortos, cujo nome remonta já ao tempo das invasões francesas.

Comments: Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?


Locations of visitors to this page Ponte Misarela