segunda-feira, fevereiro 18, 2008

 

Destaque

Feira do fumeiro 2009: Pode reabrir-se a porta a alguns produtores?

Na manhã de quinta-feira passada, a organização da Feira do Fumeiro reuniu com os produtores no salão nobre da Câmara Municipal de Montalegre para analisar a edição deste ano e começar a alinhavar as orientações para a edição 2009.
Edição 2008, um claro retrocesso
Em nome do Município, o vice-presidente, Orlando Alves, começou por anunciar o regresso, para 2009, à data habitual da realização da Feira do Fumeiro, ou seja, o 3º fim-de-semana de Janeiro, quebrando-se o acordo deste ano com Boticas e que não terá agradado em nada aos produtores. De seguida partiu para uma análise muito crítica da edição de 2008, que não correu claramente bem. Identificou, além da mudança da data, a concorrência de outras feiras e o aperto das regras, aqueles que considera serem os principais problemas e que se vem acumulando de ano para ano: a "desilusão dos restaurantes e de algum fumeiro", lançando mesmo um repto explicito aos produtores: "salvem vocês a honra do convento". No entanto, também não deixou de "apontar o dedo" a alguns produtores que não estarão a ser totalmente sérios na produção de fumeiro. Por exemplo, não alimentando os porcos com os produtos da terra, ou tentando enganar o controlo com animais de pocilga. E, segundo Orlando Alves, "Com aldrabice não se vai a lado nenhum", pois "só se engana uma vez", dando o exemplo da Batata de Montalegre, cuja fama morreu de forma semelhante. E depois de tantos anos a consolidar-se como a principal feira do fumeiro do país, pode estar a caminhar agora para o seu fim se as mentalidades não se alterarem. O exemplo é o facto de haver apenas 2 produtores com pedidos de licenciamentos para cozinhas tradicionais.
Reabre-se a porta para alguns produtores?
A exigência de um estabelecimento de venda directa (cozinha tradicional), além da obrigatória inscrição nas finanças, que terá afastado muitos produtores da edição deste ano, pode vir a ser contornada com a adaptação das cozinhas, ou outra divisão, das casas dos produtores para a laboração do fumeiro. Esta situação está prevista numa circular do Ministério da Agricultura saída no início de 2008 e que foi disponibilizada a todos os produtores presentes na reunião. No entanto o local terá que dispor de todas as condições de higiene e salubridade, e será, obrigatoriamente, alvo de uma inspecção técnica do Ministério da Agricultura, além do veterinário Municipal. Se forem aprovados na fiscalização os produtores de fumeiro poderão vender os seus produtos (em quantidades pequenas e perfeitamente discriminadas) apenas em feiras da região realizadas em determinadas épocas do ano, como por exemplo a Feira de Fumeiro de Montalegre.
O Dr. Domingos Moura, Veterinário do município, esmiuçou as principais regras sanitárias para que as cozinhas passem na fiscalização do Ministério da Agricultura e possam ser registadas. Outra exigência adicional para este processo é o registo das explorações suínas com obtenção da marca de exploração. Este processo é um pouco demorado porque tem que passar pelo Ministério do Ambiente, além de ser exigido um controlo sanitário rigoroso dos animais, sobretudo à doença de Aujesky (cujo controlo é obrigatório por lei).
Inscrição dos animais para 2009 decorre de 1 a 31 de Março
O presidente da Associação de Produtores de Fumeiro, Boaventura Moura, tomou a palavra e começou por dizer que a associação só faz sentido para defender os produtores, e tentou "desculpar" alguns dos indirectamente visados pelo Professor Orlando, afirmando que "ninguém deve ir para o Inferno pelo primeiro pecado". No entanto afirmou que a organização iria estar atenta e punir aqueles que prevaricassem de forma repetida. Anunciou a data para inscrição e brincagem dos porcos para a edição de 2009 e que decorrerá, sem excepção, de 1 a 31 de Março próximos. Reafirmou que para essa edição todos terão de estar legalizados (com a devida marca de exploração) e com as cozinhas registadas. Por último apresentou, juntamente com o técnico da Associação, o Eng. Fernando Pereira, propostas para a realização de vários cursos, além de uma oferta de quase 100 telemóveis da TMN para os associados.

Comments: Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?


Locations of visitors to this page Ponte Misarela