terça-feira, julho 17, 2007

 

Destaque 2

Ministro da Agricultura exige projecto concreto para entregar Quinta da Veiga

No passado dia 3 de Julho, uma terça-feira, o Ministro da Agricultura, do Desenvolvimento Rural e das Pescas, Jaime Silva, fez uma visita relâmpago à vila de Montalegre, onde foi recebido no auditório da Cooperativa da Batata de Semente da vila. Devido ao facto de não poder ter estado presente na iniciativa que o governo tinha organizado no nosso distrito há uns dias atrás, o Ministro aproveitou um espaço na sua agenda deste dia para se deslocar ao Barroso e falar directamente, com os interessados, sobre alguns temas quentes como o novo Quadro Comunitário de Apoio (agora denominado QREN), e o futuro de algumas instalações e terrenos que o Estado ainda possui no nosso concelho como sendo a Quinta da Veiga ou o Centro de Formação Profissional da Aldeia Nova.
O Eng. Justo fez as honras da casa e aproveitou para elucidar o Ministro sobre as especificidades da agricultura da nossa região, com terrenos pouco férteis, a grande altitude e com um clima muito instável. Criticou a PAC, por considerar que só beneficiou os "grandes", e focou os pontos do novo QREN que considera penalizadores para Montalegre. Aproveitou ainda para lançar o repto ao Ministro sobre a possibilidade do Centro de Formação do Barroso poder passar definitivamente para a Cooperativa de Montalegre.
De seguida falou Fernando Rodrigues, Presidente do Município, mostrando toda a sua satisfação pela presença de mais um membro do governo no concelho. De seguida atalhou para o assunto que mais lhe interessava, a Quinta da Veiga, que pretende ver entregue à Câmara de Montalegre. Começou por fazer um breve resumo histórico acerca desta propriedade do estado e depois lançou algumas hipóteses de empreendimentos que poderão vir a ser realizados lá se esta vier a ser entregue ao Município, sem, no entanto, apresentar um projecto em concreto. Aproveitou ainda para pedir algumas normas de excepção para os produtos locais de Montalegre que enfrentam dificuldades para cumprir todos os requisitos da União Europeia.
Por fim, Jaime Silva, tomou a palavra e começou por se lamentar de ter "faltado" ao Governo Presente e que, por outro lado, já não havia "almoços grátis". Dirigiu-se de seguida aos agricultores presentes a quem pediu que fossem mais empreendedores, e que acreditassem na viabilidade da agricultura portuguesa. Pediu atenção para o QREN, cujo desenho final se irá realizar nos próximos 2 meses, e em cujas medidas nacionais devem ser adaptadas às regiões. Falou em vários programas de incentivo próprios para regiões desfavorecidas como a nossa, que deverá continuar a apostar em produtos de qualidade, sugerindo, como exemplo, a aposta na agricultura biológica. Ao presidente da Câmara e ao Presidente da Cooperativa deu a mesma resposta: "Um desafio tem como resposta outro desafio", isto é, há disponibilidade para o Governo entregar as duas infra-estruturas pedidas mas sempre mediante a apresentação de projectos envolventes que sejam viáveis e que possam criar empregos.
De seguida o Ministro deslocou-se à Quinta da Veiga para observar in loco o estado da mesma. A tarde terminou, como não poderia deixar de ser, com um lanche convívio para todos os presentes num restaurante da vila.

Comments: Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?


Locations of visitors to this page Ponte Misarela