quinta-feira, maio 17, 2007

 

Barroso em Resumo

1) Ambiente em Debate na Escola Bento da Cruz
No passado dia 9 de Maio, durante a manhã, realizou-se uma palestra na Escola C/S Bento da Cruz de Montalegre, intitulada "Preservação e Conservação do Meio Ambiente", orientada para os alunos do secundário desta escola que esgotaram completamente uma das suas maiores salas.
Esta oportuna realização foi organizada pelos alunos do 12ºC (foto), no âmbito da disciplina de Biologia, leccionada pela professora Graça Martins, mentora desta iniciativa, e contou com vários oradores numa mesa presidida pelo presidente do executivo desta escola, Professor João Surreira, que enalteceu o valor desta palestra.
O primeiro orador foi o professor Filipe Machado que fez uma análise sobre o nosso planeta, nomeadamente sobre o boom demográfico que se está a verificar e as consequências drásticas que poderá trazer para os recursos naturais que já agora começam a escassear, como a água potável, por exemplo. Terminou a sua apresentação enumerando os grandes desafios com que a humanidade se deparará neste século se quiser garantir a sobrevivência com qualidade de vida.
Seguiu-se uma apresentação das alunas do 4º ano da Escola Superior de Enfermagem de Chaves, actualmente a estagiarem no Centro de Saúde de Montalegre, sobre a poluição (do ar, do solo, da água) e as doenças associadas. Esta apresentação foi complementada pelo orador seguinte, o Dr. Calvão, médico desta unidade de saúde da vila, e que deu grande ênfase à poluição do ar, por ser uma das que "leva" mais doentes ao hospital no nosso país. Também falou no caso particular do tabaco responsável por doenças muito graves como o cancro do pulmão, etc.
Após um curto intervalo para café a palestra seguiu com a visão que a Câmara de Montalegre tem sobre esta temática. Primeiro com o Eng. Rui Cruz, responsável pelo ambiente, que falou sobre as captações da água canalizada da vila de Montalegre, e o seu tratamento na estação da Corujeira. Falou também um pouco das outras captações no concelho e sobre a gestão das águas residuais.
Esta apresentação foi complementada pela Dra Fátima Fernandes, Vereadora da Educação do município, e também membro do quadro desta escola) e que fez um resumo do que se faz no concelho em termos de água, saneamento e lixo. Realçou as enormes despesas que o município tem com o ambiente nomeadamente com as 3 ETAR´s, os ecopontos, os 19 contentores de lixo "enterrados" da vila e as mais de 4 toneladas de lixo/ano tratadas no aterro sanitário de Boticas. Reconheceu que ao nível de saneamento básico o nosso concelho está deficitário, uma vez que apenas 24 das 135 aldeias possuem esse equipamento, apesar de haver mais 4 em construção. No entanto, referiu que o município tem outras prioridades e que não faz sentido apostar em saneamento básico (por ter custos muito elevados: +/-50 mil euros como referiu) em aldeias com 10 habitantes (?).
Este evento foi organizado tendo por base o tema "Poluição e degradação dos recursos naturais e Crescimento da população e sustentabilidade", parte integrante da disciplina de Biologia de 12º ano. Tendo em vista a exploração desse tema de uma maneira diferente, a professora Graça lançou o desafio aos alunos para se organizarem em grupos de trabalho que culminaram com a realização desta palestra, um vídeo e uma excelente exposição fotográfica, toda feita à base de jornais e papel reciclado, que mereceu rasgados todos elogios de todos os presentes, e que expôs alguns dos "pontos negros" ambientais da vila de Montalegre.

2) Cavada do Povo CRL já é uma realidade
Na passada quinta-feira com a execução da respectiva escritura, a Cooperativa Cavada do Povo – Cooperativa de Agricultores de Modo de Produção Biológico do Concelho de Montalegre, CRL passou a ser uma realidade. Com a execução deste acto o nosso concelho passa a dispor de uma Cooperativa Agrícola unicamente vocacionada para a Agricultura Biológica.
Os fundamentos da agricultura biológica já vão sendo conhecidos um pouco por todos, uma vez que cada vez mais é um tema que está na berlinda e até os próprios governos lhe dão cada vez mais importância como o comprova o novo Quadro Comunitário de Apoio Europeu, designado por QREN, e que lhe dedica grande parte dos fundos. Aqui os produtos químicos estão excluídos e as culturas fazem-se de um modo em que há um respeito total pela natureza, conseguindo-se produtos de inigualável qualidade, além de muito seguros para a saúde humana, os dois aspectos que cada vez mais preocupam os consumidores de todo o mundo.
O grande mentor desta iniciativa foi Paulo Alexandre Batista Gonçalves, Engenheiro Agrícola de Santo André, que depois de ganhar alguma experiência a trabalhar em associações agrícolas decidiu investir os seus conhecimentos na nossa região para provar que a agricultura pode ser rentável. É esse talvez o maior objectivo desta cooperativa que quer ainda aproveitar as condições únicas do Barroso para este tipo de agricultura pois os nossos campos ainda estão quase livres de químicos e já é consensual que os nossos produtos têm uma qualidade acima da média.
Depois de algumas reuniões preparatórias com alguns interessados para, entre outros assuntos, escolher o nome, fundou-se a Cooperativa sendo eleitos os orgãos sociais: o Presidente da Direcção, Amadeu Alves Fortunas de Paradela, o Presidente da Assembleia-geral, Pedro Barroso de Codeçoso, a vice-Presidente da Assembleia Luísa Queirós de Montalegre e o Presidente do Concelho Fiscal, Luís Miguel Alves Moura de Meixedo.
Os principais produtos a apostar pela cooperativa, numa primeira fase, serão o mel, a carne, a batata e a castanha, além de várias outras possibilidades em estudo.

3) "Assembleia dos Pequeninos"
O passado dia 11 de Maio foi um dia diferente para os alunos do 1.º Ciclo do Baixo Barroso, uma vez que foram recebidos no Salão Nobre da Câmara de Montalegre, pelo seu executivo, liderado pelo próprio Presidente, Fernando Rodrigues. Ao todo foram mais de uma centena que ali se deslocaram numa espécie de Assembleia dos pequeninos, pois levaram consigo algumas reivindicações e questões para o Presidente do Município, que lhes respondeu da maneira possível e lhes pediu que «estudem muito» para terem um «futuro melhor».
Um dia para mais tarde recordar e, quem sabe, uma motivação extra para uma futura vocação política, ou simplesmente, mais interventiva na sociedade e que não se encontra muito nos jovens hoje em dia.

4) Aluna de Montalegre brilha nas olimpíadas de astronomia
Catarina Alexandra Ramada Rua, aluna do 12ºC da Escola Bento da Cruz em Montalegre conseguiu um brilhante registo na Olimpíadas da Astronomia que se realizaram por todas as escolas secundárias do nosso país. A Catarina atingiu a final nacional que se realizou nos passados 4 e 5 de Maio em Lisboa e conquistou o 10º lugar entre os 304 concorrentes que participaram nesta iniciativa. A Catarina é filha de António Domingos Barroso Rua e Maria José Martins Gonçalves Ramada Rua, residentes na Gorda, freguesia da Chã. Parabéns aos pais e, sobretudo, à Catarina.

5) Em Sapiãos: Dia do homem
Realizou-se no passado dia 29 de Abril, em Sapiãos, um convívio raro e que que ficou designado por "Dia do Homem", uma iniciativa promovida este ano pela primeira vez, mas que promete repetir-se no futuro.
O "encontro" decorreu no edifício da Escola de Sapiãos e propiciou um dia diferente, em que as mulheres da aldeia foram dispensadas das tarefas de preparação do almoço. Garantem os organizadores que este encontro surgiu "por um bom motivo e não por birrice" e a iniciativa foi de tal forma bem aceite que garantiu a adesão de 80 "valentões", que mostraram interesse em que a iniciativa se repita, bem como outros que, embora não tendo estado neste convívio, já prometeram marcar presença na iniciativa no próximo ano. Comida não faltou. Bebida foi da melhor, bem fresquinha e muita, como se impunha, tanto ao al-moço como ao jantar. A animação foi uma constante ao longo do dia.

Comments: Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?


Locations of visitors to this page Ponte Misarela